domingo, julho 09, 2006

Jesus suplica à Santa.>>> 3º parte.

Madrugada...

Jesus acorda suando frio, sobressaltado com latidos lá fora. O dia ainda não amanheceu. Algum cão late no seu desespero matinal, perto do seu barraco. Jesus treme da ponta de seus cabelos até os pés. Por um momento ele não sabe onde está e precisa fixar as coisas rodando no seu quarto, para sentir e ver que está em sua cama: até a cama treme. Ele sente uma puta dor de cabeça da ressaca. Seu cérebro parece solto dentro do crânio. Automaticamente procura sua garrafa plástica, onde guarda a cachaça, por ter medo que a garrafa de vidro possa quebrar.
Pega a garrafa. Está muito bem fechada. Pega com as duas mãos e não consegue levar a boca: está tremendo demais e corre o risco de derramar o que resta. Faz mais uma tentativa. No desespero corta os lábios e derrama um pouco pelos lados da boca. Sente seu estômago se revoltar e faz subir tudo de volta. Jesus vomita, fica mais calmo e consegue agora tomar toda a cachaça. Vai se acalmando, mas sente falta de beber mais: o que bebeu vai durar pouco tempo, ele sabe.
Jesus consegue chegar no Boteco do Portuga. Chega e vê o Santamaría, junto com o Turcão e o Chupeta, um negão ruim pacas. Pelo jeito passaram a noite toda ali, bebendo, fumando maconha e cheirando cocaína.
- Bom dia! – cumprimenta Jesus. Ninguém responde.
- Passei mal esta noite... Suei frio... Tive pesadelos... – resmunga, tentando puxar assunto com uma ponta de esperança.
- O que nós temos com tua vida, seu xarope? - Pergunta Turcão - Pesadelo é coisa de viado.
Caem na risada.
- Ô seu bebum chupador – diz Chupeta - Tu não deu conta da tua mulher e ela te correu da cama, sua bichona?
- To precisando tomar uma – diz.
- Pede ai pro Português e cai fora, que tu já me encheu o saco. – diz Turcão, raivosamente.
- O Portuga faz jogo duro, - resmunga - não vende fiado. Eu tô duro.
- E nós com isso.
- Tô precisando tomar uma cachaça agora!
- Da o cú que passa. – diz Chupeta rindo maldosamente.
O Santamaría não fala nada, só observa e ri.
- Oh Santa – fala Jesus, suplicando à Santamaría - paga uma aí, vai, tu me conhece e sabe que sou gente boa, só que to duro. Põe uma pra mim, não estou agüentando mais, acho que vou ter um piriri... Paga uma que depois te pago!
Santamaría olha pra Jesus e diz: - Vai pagar como se tu não trabalhas mais no Mercado? Só se tu vai pagar com tua filha Lurdinha, aquela gostosinha.
- Eu te pago, eu juro por Deus!
- Paga quando?
- Até amanhã eu pago, prometo.
- Vê se tenho cara de otário pra acreditar neste 171 de bebum xarope! Tu já deu tudo que tinha em casa pra pagar o que tu devia. Agora tu só tem a Lurdinha. A tua mulher tá feia pacas, mais parece uma aidética com aquela magreza, mas a tua filha tá cada vez mais gostosinha.
Santamaría coça o pau, que ficou enrijecido, para ver a reação de Jesus.
- Não fala da minha filha assim, Santa, ela é moça direita. – olha pro Turcão - Me deixa dar um gole, por favor.
- “Dar um gole” o caralho, no meu copo tu não bota a boca de chupador de pau de cachorro. – responde, irritado.
- Cai fora bebum, senão vou te encher de porrada. - diz Chupeta.
- Pô... só tô precisando botar uma pra dentro, pra regular...
Santamaría percebe que pode ser bom o bebum ficar lhe devendo e fala pro Português:
- Tá legal Portuga, bota uma pra ele.
- Eu sabia que tu era legal Santa, eu prometo que amanhã eu te pago. Grande Santa!!!
- Se tu não pagar a minha cachaça amanhã, tu vai vazar do morro. Não vou ficar falado no morro como otário, como “esporro de bebum que deu um banho no Santamaría”. Tu já viu, todo o mundo falando: “Olha, lá vai o trouxa que foi enrolado por outro trouxa!”. Vou te dar um toque, se tu não pagar, tu vaza eu ainda fico com a Lurdinha, tá legal? Vocês estão de prova.
- Amanhã eu pago. - fala Jesus segurando o copo com as duas mãos, afobado, antes que Santamaría mude de idéia. Bebe e vai embora cheio de energia em busca do próximo gole...

No outro dia Jesus não lembra de nada. Sabia que tinha que resolver uma coisa importante, mas não lembra o que.

Jesus da uma geral dentro do barraco e acha uma garrafa com uns três dedos de álcool 90 graus, e já começa a salivar. Mistura rapidamente com café preto que resta no bule de alumínio amassado em cima do fogão sujo de restos de comida seca. Mistura tudo com um pouco de açúcar. Pega suas armas, seu saco de alinhagem o cabo da marreta, o facão e sua peixeira e sobe o morro para ficar na botuca do barraco do Marreta. Jesus só pensa em se vingar da humilhação, é uma agonia, um sofrimento constante.
Senta na grutinha, abre a garrafa plástica, da um gole, faz a maior careta e fica todo arrepiado. O álcool 90 graus queima tudo: a língua, os olhos, os lábios, a garganta e se sacode todo, incontroladamente. Descansa a garrafa por alguns segundos e bebe outro gole. Agora seu corpo aceitou melhor o gosto. Imediatamente sente-se calmo, o dia volta ter vida novamente, tudo brilha, as cores ficam bem definidas, o céu, as árvores, a cidade lá embaixo ganha vida. Bebe um gole maior e já gosta. Levanta e começa descer o morro, feliz.

Começa a “viajar” com um sorriso no rosto. Viaja que chegou até o Marreta e disse: “Te peguei seu filho da puta!” E da o maior pontapé no meio das pernas do Marreta, rebentando seu saco que começa a sangrar molhando sua calça de sangue e urina, e ele cai de joelhos se contorcendo de dor. Jesus da ainda uma paulada na cabeça do Marreta, levantando o maior galo. Agarra-o embaixo do braço numa gravata e começa descer o morro. Jesus se vê nesta viagem, todo de branco como as fardas dos oficiais da Marinha, sendo aplaudido pelo morro todo, pela sua coragem de desmoralizar aquele bandido. Ele vê até os vira-latas latirem e pularem de alegria. Os soldados do tráfico batem continência, perfilados. Jesus atira Marreta no chão em frente do Boteco do Português. Marreta está cheio de dor e medo de Jesus, que pega o pau e diz: - Vou te empalar agora, seu filho da puta desgraçado, pra ti ver o que é bater na cara de um homem de bem.

Ele sai desta viagem quando ouve a voz do Santamaría, dizendo:
- Daí bebum, veio me pagar! Tu é de fé mesmo.
Jesus agora apaga o sorriso, fica sério tentando entender o que o Santamaría queria dizer. O Português fala:
- Eu te falei que o cara era de fé, agora até eu vendo fiado pra ele.
Jesus não entende nada.
- Olha aí Portuga, o bebum se fazendo de esquecido! Não quero saber. Eu quero meu dinheiro.

Continua...

11 comentários:

maurice disse...

muito legal a sua estoria...eu jah estou pensando na continuacao....porque ai vai ser interessante....eu neo tenho blog...mas tenho um bom fotolog...
http://www.fotolog.com/mau666
eu gostei da sua estoria mesmo cara!!!!!
sucesso!!!
Abracao...
Maurice

Claudia Aguiar disse...

Gostei do estilo, me deu vontade de continuar lendo.

academia brasileira de letras disse...

pode cre irmao tu tem uma baita criatividade mesmo se tu te dedicar a escrever um livro tenho certeza que vai rola uma ideia massa ta ligado boa sorte que tu pode ir longe cara

suzy disse...

Aí,como o Jesus sofre Eloy..!
Fico na espectativa,pensando na família dele,já entrei no mundo dele,visualizo em cada palavra a cena que acontece..muito triste
Um belissimo texto,parabés!!

Pablo KBÇA disse...

Karalhoooooo, q viagem !! A bosta pop do ORKUT finalmente serviu p/ meu mostrar algo interessante hehehehehe

Vívian disse...

Humrrum... aí, tu já leu o blog de Deus? é beem manero tbm... estilo bem parecido com o teu...
muito bacana... gostei mesmo.

Anônimo disse...

QUE O SENHOR JESUS CRISTO TENHA MISERICÓRDIA... FIQUE NA SNTA PAZ!!!

Paulo Fardado disse...

Jesus, blog de Deus... estamos religiosos...

Anônimo disse...

daih parceiro.. :))
po, sem palavras eim ! viajasse legal na história, tens muito dom, escrever bem pra caramba... fiqei ate com vontade de continuar lendo, e olha parceiro, eu ODEIO ler, por incrivel que pareça. mas AMO escrever, já fiz varios poemas, jah fiz uma musica (RAP), e assim continuo minha vida. ainda tenhu 17 anos, mas concerteza, ainda tenho muito a crescer na vida. espero que voce tbm !! Abraços, muito sucesso ! e PAZ ! :)
se quiser dar uma olhada no meu flog: www.fotolog.com/marvaduhhh_vl ou no meu orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=6652704807128076705


Abraços !!!

Anônimo disse...

Só não gostei do personagem ser chamado de Jesus. Tenho muito respeito e admiração pelo Jesus Mestre, Filho de Deus. O homonimo me incomodou. Sagrado... profano... sei lá cara...

Anônimo disse...

espirita ou envagelho?